top of page
Notícias Recentes

Vencedores da etapa de Jundiaí (SP) lideram o Arena Cross 2023

Paulo Alberto (Pró) e Zion Berchtold (65cc) ampliam a vantagem no campeonato; enquanto Bernardo Tibúrcio (AX2) e João Vitor (50cc) assumem a ponta no critério de desempate.



A segunda etapa do Arena Cross 2023, realizada na noite deste sábado (3/6), em Jundiaí (SP), na pista montada ao lado do Paço Municipal, foi marcada por provas intensas e casa cheia, cerca de seis mil pessoas, após todos os ingressos para o evento serem trocados em tempo recorde, em menos de sete horas. Paulo Alberto (Pró) e Zion Berchtold (65cc) venceram as respectivas categorias e ampliaram a liderança no campeonato. Já Bernardo Tibúrcio (AX2) e João Vitor (50cc) cruzaram a linha de chegada na frente e assumiram a ponta na classificação no critério de desempate. Esta é a 25ª edição da competição e as corridas podem ser assistidas no YouTube Arena Live Brasil (veja aqui).

Categoria Pró Na principal categoria, a Pró (competidores acima de 16 anos e motos até 450cc), o português Paulo Alberto (#211) levou a melhor nas duas corridas do dia, além do Duelo 1x1, e conquistou todos os pontos possíveis da noite. O integrante da Yamaha Monster Energy Geração segue firme na busca do sexto título do Arena Cross. “Consegui vencer as duas etapas com 100% de aproveitamento. Estou bastante focado nesse campeonato. Há dois anos eu não venço e quero muito conquistar novamente o título do Arena Cross. Ainda faltam mais duas etapas e eu estou pronto para essas batalhas”, diz o piloto que tem 84 pontos, 24 de vantagem para o segundo colocado Ramyller Alves (#22). Pepê Bueno (#97), o também português Hugo Basaula (#747) e Gabriel Andrigo (#18) completaram o pódio em Jundiaí.

Categoria AX2 A AX2 (pilotos de 14 a 23 anos e motos até 250cc) começou com quedas na largada, mas Bernardo Tibúrcio (#3), da Pro Tork KTM Racing Team, manteve a ponta do início do fim e faturou sua primeira vitória na categoria. “Estou em uma temporada intensa, dividindo o tempo entre as provas de motocross e enduro. Fiz uma boa largada, mantive bem o ritmo e levei a vitória. É muito bom esse momento de estar de volta ao topo. Agradeço a minha família pelo apoio de sempre e todo nosso sacrifício está sendo recompensado”, destaca o garoto de 15 anos que tem no currículo o título do Arena Cross da 65cc em 2019. Com esse resultado, Tibúrcio soma 37 pontos, os mesmo que Gabriel Mielke (#102), seu companheiro de equipe, porém está na ponta pelo critério de desempate (vencedor da última bateria). Marcello Leodorico (#244), Otávio Pedro (#12) e Henrique Henicka (#202) também foram ao pódio.

Categoria 65cc Pela 65cc (classe para crianças e adolescentes de 7 a 12 anos), Enzo Fialho (#122) largou na frente, porém foi ultrapassado por Zion Berchtold bem no começo. O vencedor da primeira etapa, em Caraguatatuba, se manteve firme até o final, confirmou a vitória e ampliou a vantagem na disputa pelo título da categoria. “Eu já fui campeão do Arena Cross em 2020 na 50cc e tenho um pouco de experiência. Estou treinando e melhorando a técnica para continuar liderando, porque quero ser o melhor piloto da história do campeonato”, almeja o piloto de 11 anos que está com 40 pontos na classificação. A prova de Jundiaí terminou com Heitor Mattos (#300), em segundo, seguido de Miguel Boer (#357), Enzo Fialho (#122) e Guilherme Buozi (#274).


Categoria 50cc A prova que abriu as disputas da noite, em Jundiaí, teve Pietro Fraga (#152) saindo em primeiro na corrida da 50cc (crianças de 5 a 9 anos). Só que um erro e uma queda deu a oportunidade para João Vitor (#221) ultrapassá-lo e cruzar a linha de chegada em primeiro. “Não larguei muito bem, mas recuperei. Aproveitei o erro do Pepe e consegui passar. Fiz os saltos, abri e ganhei”, conta o piloto de 8 anos, que agora é o líder do campeonato com os mesmos pontos do segundo colocado, Pietro Fraga. Também foram ao pódio Arthur Lourenzo (#505), Nicolas Gabriel (#465) e Marcos Dias (#165).

Sucesso de público A etapa do Arena Cross em Jundiaí entrou para a história com todos os ingressos trocados por dois quilos de arroz ou feijão em tempo recorde, em menos de sete horas. Todos os alimentos arrecadados serão doados ao Fundo Social da cidade que faz o repasse às entidades sociais que mais precisam de ajuda. O evento também proporcionou um momento especial para os alunos das escolas municipais EMEB Antonino Messina e EMEB Prof. José Leme do Prado Filho, que ganharam uma demonstração dos pilotos na pista e também tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais da história de alguns pilotos.

“Jundiaí é uma terra competitiva, a 15ª economia do Brasil, terra da uva e agora também do Arena Cross. O esporte forma, educa, além de transformar a sociedade junto com a educação”, ressalta José Antonio Parimoschi, responsável pela Unidade de Gestão de Governo e Finanças da Prefeitura de Jundiaí. “É muito legal trazer um evento grande como esse novamente para Jundiaí e ver a casa lotada. É uma oportunidade para rever os amigos do motocross que vem de todos os cantos do Brasil para essa festa do nosso esporte”, finaliza Cristiano Lopes, ex-piloto de motocross e gestor de desenvolvimento econômico de Jundiaí.

Super Final do Arena Cross 2023

Depois de Jundiaí, o Arena Cross termina a temporada 2023 em rodada dupla no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo (SP). Os ingressos para a Super Final nos dias 30 de junho (sexta-feira) e 1º de julho (sábado) seguem disponíveis para compra no site www.arenacross.com.br/ingressos. O valor da arquibancada geral no primeiro lote por dia é R$ 40 (inteira) ou R$ 20 (meia-entrada). Já o passaporte de sexta e sábado fica R$ 60 (inteira) ou R$ 30 (meia-entrada). Há também o ingresso para a Torcida Arena, que dá direito de visitação aos boxes em horários determinados. O preço é R$ 100 por dia ou R$ 150 os dois dias. As entradas são limitadas e o estacionamento é a parte.


O Arena Cross 2023 tem patrocínio da Monster, Honda, Pro Honda e Sportbay; copatrocínio da Yamaha, KTM, Kawasaki, Husqvarna e Golden Tyre. O apoio é da Prefeitura de Jundiaí, revista Dirt Action, Show Radical e Moto Channel Brasil. A supervisão é da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM). A realização é da Romagnolli Promoções e Eventos e da Liga Nacional de Esportes a Motor (Linem).

Resultados – Cinco primeiros Classificação do campeonato – após 2ª etapa



Categoria Pró 1º - Paulo Alberto #211 (POR) – 84 pontos
 2º - Ramyller Alves #22 (BRA) – 60 pontos

 3º - Gabriel Andrigo #18 (BRA) – 53 pontos
 4º - Leonardo Souza #45 (BRA) – 48 pontos
 5º - Jean Ramos #10 (BRA) – 47 pontos


Categoria AX2
 1º - Bernardo Tiburcio #3 – 35 pontos 2º - Gabriel Mielke #102 – 35 pontos
 3º - Marcello Leodorico #244 – 28 pontos

 4º - Henrique Henicka #202 – 28 pontos
 5º - Otávio Pedro #12 – 21 pontos

Categoria 65cc
 1º - Zion Berchtold #17 – 40 pontos
 2º - Heitor Mattos #300 – 30 pontos
 3º - Miguel Boer #357 – 30 pontos
 4º - Guilherme Buozi #274 – 28 pontos
 5º - Enzo Fialho #122 – 22 pontos


Categoria 50cc
 1º - João Vitor #221 – 37 pontos
 2º - Pietro Fraga #152 – 37 pontos
 3º - Arthur Lourenzo #505 – 30 pontos
 4º - Nicolas Gabriel #465 – 36 pontos
 5º - Vitor Brito #30 – 19 pontos



Soma Corridas Pró 1º - Paulo Alberto #211 (POR) – 42 pontos
 2º - Ramyller Alves #22 (BRA) – 34 pontos

 3º - Pepê Bueno #97 (BRA) – 23 pontos 4º - Hugo Basaula #747 (POR) – 23 pontos 5º - Gabriel Andrigo #18 (BRA) – 23 pontos

1ª Corrida Pró
 1º - Paulo Alberto #211 (POR)
 2º - Ramyller Alves #22 (BRA)
 3º - Jean Ramos #10 (BRA)
 4º - Gabriel Andrigo #18 (BRA)
 5º - Hector Assunção #30 (BRA)



2ª Corrida Pró
 1º - Paulo Alberto #211 (POR)
 2º - Ramyller Alves #22 (BRA)
 3º - Pepê Bueno #97 (BRA)

 4º - Hugo Basaula #747 (POR) 5º - Leonardo Souza #45 (BRA)


Corrida AX2 1º - Bernardo Tiburcio #3 2º - Marcello Leodorico #244 3º - Gabriel Mielke #102 4º - Otávio Pedro #12 5º - Henrique Henicka #202

Corrida 65cc 1º - Zion Berchtold #17 2º - Heitor Mattos #300 3º - Miguel Boer #357 4º - Enzo Fialho #122 5º - Guilherme Buozi #274

Corrida 50cc 1º - João Vitor #221 2º - Pietro Fraga #152 3º - Arthur Lourenzo #505 4º - Nicolas Gabriel #465 5º - Marcos Dias #165

Calendário Arena Cross 2023 1ª etapa – 13 de maio – Caraguatatuba (SP) 2ª etapa – 3 de junho – Jundiaí (SP) 3ª etapa – 30 de junho – São Paulo (SP) 4ª etapa – 1 de julho – São Paulo (SP)

Informações à imprensa: Carolina Yada Jornalista, assessora de imprensa e produtora de conteúdo (11) 99657-6761 carol.yada@gmail.com

Comments


NOTÍCIAS

ARENA CROSS 2024 - OK.png
bottom of page